Seis pontos a ter em conta na primeira jornada do Campeonato do Mundo “Rússia 2018”

Seis pontos a ter em conta na primeira jornada do Campeonato do Mundo “Rússia 2018”

- EmCampeonato do Mundo
0
Fotografia de Felipe Trueba

Terminou ontem a primeira jornada do Campeonato do Mundo de Futebol Rússia 2018 e teve de tudo um pouco… Cartões vermelhos, penaltis falhados, golos de livres, auto-golos, polémica com o VAR e muito mais. Trazemos para vocês um resumo com os principais pontos desta ronda inaugural:

  1. Para um jogo sem grandes expectativas, a Rússia surpreendeu tudo e todos, não só pelo resultado mas também pelo futebol praticado, ao golear a Arábia Saudita por 5-0 na jornada inaugural. Esta foi a segunda maior vitória de um jogo inaugural em um Campeonato do Mundo, ficando atrás apenas da vitória da Itália sobre os EUA por 7-1 em 1934.

2. Foram contabilizados 38 golos e 28 marcadores diferentes (incluindo 4 auto-golos) nos primeiros 16 jogos do torneio. O astro Cristiano Ronaldo lidera a lista de melhores marcadores depois do hat-trick frente a selecção espanhola, seguido por Denis Cheryshev, Diego Costa, Romelu Lukaku e Harry Kane todos com dois golos.

3. Foram assinalados 9 grandes penalidades, sendo que 7 delas foram convertidas com sucesso. Em 2014, durante toda a fase de grupos foram assinalados apenas 10 penaltis. Lionel Messi e Christian Cueva foram os únicos jogadores que não conseguiram cumprir com a missão que lhes foi dada na marca dos 9 metros.

4. Das cinco equipas africanas qualificadas para o mundial, apenas o Senegal conseguiu uma vitória na jornada inaugural. Nigéria, Egipto, Marrocos e Tunísia tiveram o mesmo destino que Angola, Costa do Marfim, Gana e Togo em 2006, na Alemanha. Egipto, Marrocos e Tunísia sofreram o golo que ditou as respectivas derrotas no tempo de compensação. O mesmo aconteceu com as equipas sul-americanas, apenas o Uruguai conseguiu salvar a honra da CONMEBOL. Argentina não foi além de um empate, enquanto que Perú, Costa Rica e Colômbia acabaram derrotadas.

5. O primeiro cartão vermelho da competição pertence ao defesa colombiano Carlos Sanchez. Ao impedir que a bola entrasse na sua baliza com a mão logo no terceiro minuto do jogo contra o Japão, Sanchez protagonizou a segunda expulsão mais rápida em um Campeonato do Mundo. O recorde pertence ao uruguaio Jose Alberto Batista que foi expulso no primeiro minuto do jogo em 1986 no jogo contra a Escócia.

6. Das selecções tidas como favoritas a vencer este Mundial, apenas a França conseguiu uma vitória na jornada inaugural, venceu a Austrália por 2-1. Espanha, Brasil e Argentina não conseguiram sair de um empate a 1, enquanto que a actual campeã do mundo, a Alemanha, foi surpreendida pelo México e perdeu por 1-0.

Já decorre a segunda jornada, no final dela faremos um novo resumo com os seus principais pontos.

Estatísticas: ESPN’s Stats

 

 

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *