Ryan Garcia vence a batalha contra Luke Campbell e deixa um alerta à competição

Ryan Garcia vence a batalha contra Luke Campbell e deixa um alerta à competição

- EmBoxe
0

Se restavam dúvidas sobre as habilidades de Ryan Garcia (com 22 anos de idade), elas foram respondidas durante a luta pelo título interino de pesos leves da WBC, contra Luke Campbell, o medalhista olímpico de ouro de 2012.

A batalha começou na introdução dos pugilistas, com Luke Campbell (de 33 anos) a entrar no ringue do American Airlines Center, em Dallas (EUA), com a música “We Will Rock You“. Do outro lado, Ryan Garcia levou as 600 pessoas presentes no pavilhão à loucura, entrando a ser transportado para o ringue num trono, para dar sentido ao seu apelido “King Ryan” (Rei Ryan).

https://twitter.com/DAZNBoxing/status/1345513574416982018?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1345513574416982018%7Ctwgr%5Eshare_0%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.sportingnews.com%2Fus%2Fboxing%2Fnews%2Fryan-garcia-luke-campbell-live-updates-results-highlights%2F174a56owoc6b218i3snltrow1w

Com a expectativa criada antes da luta, restava agora saber como se portariam os dois pugilistas.

Round 1

Garcia começa por golpear para o corpo e seguiu com várias combinações, mostrando que estava pronto para a guerra. Campbell não se fez rogado e começou a impor o seu estilo e a atacar Garcia. No final do round, uma vantagem clara para Ryan Garcia.

Round 2

Aqui aconteceu o inesperado, Campbell encontra Garcia no meio do ringue e acerta à esquerda nas costelas de Garcia que responde com uma sequência de socos, mas Campbell evita os danos e ataca com a esquerda e pronto… Ryan Garcia vai ao tapete. Pela primeira vez na sua carreira Ryan vai ao tapete. A expectactiva aumentava, para saber se Garcia conseguiria levantar e sobreviver, mas a jovem estrela mostrou a sua garra e sobreviveu ao assalto, voltando pronto para atacar o seu oponente. Round com vitória clara de Luke Campbell.

Round 3

O treinador de Garcia alertou que ele havia cometido um erro e baixo a direita, dando a chance de Campbell atacar e derruba-lo. Garcia percebeu e entrou para o terceiro round no modo de ataque. Um assalto bem disputado, mas com clara vantagem para Garcia.

Round 4

Mais do mesmo, Ryan entra com combinações rápidas, mas Campbell mostra a sua experiência e consegue defender-se e contra atacar. Estava claro que a luta não estava fácil para nenhum dos lutadores. Mais um round claro para Garcia.

Round 5

Garcia continua com o plano traçado no round anterior, mas  Campbell começou a acertar os seus ganchos curtos. A troca de ataques continua até aos últimos segundos do round quando Garcia consegue acertar quatro socos e deixou Campbell em situação crítica, tendo sido salvo pela buzina do fim do round. Outro round para Garcia.

Round 6

Um round bem disptuado, com  Garcia a atacar com tudo o que tinha e Campbell a defender-se bem. A experiência vs a velocidade e vigorosidade num duelo perfeito.  Mais um round para Garcia, numa altura que a maior parte dos espectadores contava com um 12º round desta batalha.

Round 7

O cansaço parecia começar a tomar conta de Campbell, que já teve batalhas contra pugilistas de topo na sua carreira e todos contavam que conseguiria lidar com Garcia. Ao tentar atacar, Campbell comete um erro e Garcia acerta o seu queixo. Com o seu oponente visivelmente abalado,  Garcia vai com tudo! Quando todos pensavam que Garcia atacaria a cabeça de Campbell, o jovem lutador foi ao corpo e atingiu de forma brutal o seu adversário e que ajoelhou e não mais continuou a luta. TKO!

Tal como havia prometido, Garcia conseguiu o Knock Out, mas poucos esperavam que conseguisse dessa forma.

No final, o vencedor falou sobre a batalha contra Campbell, tendo congratulado o adversária e reforçado o facto de respeitá-lo imenso.

“Nunca fui levado ao tapete…” , disse Garcia (21-0, 18 KOs) após a luta. “Fiquei um pouco animado com o momento. Queria decifrá-lo e ele decifrou-me. Tive de me adaptar. Eu sabia que podia vencê-lo. Tinha de mostrar a todos como é realmente um guerreiro”

Ele estava muito preocupado com a chegada daquele gancho. Ele pensou que eu estava a subir e mudei de direcção muito rapidamente”, disse um jubilante Garcia depois de ter conseguido a maior vitória da sua carreira. Não só sobreviveu ao susto inicial, como acabou com um adversário que nunca tinha sido parado antes.

Ryan Garcia deixou claro sobre quem quer enfrentar a seguir:

Sou um homem de palavra; vamos lá, Tank“, disse Garcia, chamando Gervonta “Tank” Davis. “Quero mesmo combater o “Tank”.

Com o título provisório de peso leve do WBC, Garcia torna-se o desafiante obrigatório para o campeão do WBC Devin Haney ,uma luta que poderá não acontecer tão cedo…

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.