BAL 2022: Petro de Luanda parado pelo Zamalek

BAL 2022: Petro de Luanda parado pelo Zamalek

- EmBAL, Basquetebol, Destaque
0

Depois de conseguir duas vitórias, relativamente fáceis, contra o Cape Town Tigers e Cobra Sports Club, a equipe do Petro de Luanda encontrou o adversário mais temido da conferência Nilo. A equipe da casa, o Zamalek, ainda não sabe o que é perder na BAL, após uma temporada inaugural perfeita, a equipe Egípcia voltou a passar pelo Petro de Luanda.

O resultado foi esclarecedor:  Zamalek 85-72 Petro de Luanda

Crédito: BAL



O Zamalek consegue assim a terceira vitória consecutiva na Conferência Nilo, e a nona consecutiva na história da BAL, depois de ter vencido a edição inaugural, com uma marca de 6-0 no ano passado em Kigali. A vitória não só garantiu a Zamalek o apuramento para os playoffs da BAL em Maio em Kigali, como também marcou a primeira derrota da Petro de Luanda na temporada.

O Petro de Luanda chegou ao Cairo com um recorde de 27-0 nas competições internas, nenhuma equipe em Angola conseguiu fazer frente ao Petro.

Como foi o desafio contra o Zamalek ?

O Petro de Luanda começou bem o primeiro quarto, terminando com uma vantagem de 23-20. No segundo quarto, o treinador do Zamalek (ex-seleccionador nacional, Will Voigt) pediu mais intensidade as suas estrelas e elas começaram a aparecer. Diogu, Mahmoud e Edgar Sosa conseguiram levar o Zamalek em vantagem para o intervalo. 45-42.

No terceiro quarto, Yanick Moreira e Aboubacar Gakou tiveram de sair após cometerem a terceira falta, o treinador do Petro optou por manda-los para o banco, para os proteger de atingirem o limite de faltas mais cedo.

O jogo continuou equilibrado até ao último quarto, o Zamalek tinha uma vantagem de 71-67 com 4:24 minutos para o fim, mas uma sequência de um triplo e uma falta técnica ao treinador José Neto ampliou a vantagem da equipe da casa para 12 pontos (79-67) faltando dois minutos para o final. O Petro tinha atirado a toalha ao tapete.

Destaques da partida

Edgar Sosa foi o melhor marcador, com 19 pontos, Anas Mahmoud terminou com 16 pontos e 11 ressaltos (o seu terceiro duplo consecutivo) e Mikhael McKinney contribuiu com 13 pontos .

Pelo Petro de Luanda, Childe Dundão foi o mais inconformado, com 16 pontos, seguido por Carlos Morais com 12 pontos e Aboubacar Gakou, com 11 pontos. O Petro de Luanda teve dificuldades para acertar os lançamentos de longo alcance, acertou 6 em 33 tentados da linha dos 3. O banco do Petro foi dominado pelo banco oposto, uma margem de 33-13, que ditou a sentença do Petro.

Próximas partidas

O Petro defronta hoje  (16/04) a equipe do FAP (Camarões), com transmissão em directo na TV Zimbo. Uma vitória confirma o apuramento do Petro para os Playoffs que decorrem de 21 a 28 de Maio em Kigali (Ruanda).

 

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.