Pep Clarós continua à frente da seleção nacional sénior masculina de basquetebol

Pep Clarós continua à frente da seleção nacional sénior masculina de basquetebol

- EmBasquetebol, Destaque
0

A Federação Angolana de Basquetebol (FAB) anunciou em conferência de imprensa que o técnico espanhol Josep “Pep” Clarós, de 53 anos de idade, vai continuar como o seleccionador principal da selecção nacional sénior masculina para a campanha rumo ao mundial de 2023. Foi anunciado também a continuidade da sua equipa técnica para os próximos 14 meses tendo em conta a campanha e apuramento para o Campeonato do Mundo.

O técnico chegou pela primeira vez em Angola, em Maio de 2021, para substituir na altura o norte-americano Will Voigt. Tendo já liderado o conjunto no Afrobasket do Ruanda em Setembro de 2021, onde ocupou a quinta posição na competição, Pep Clarós voltou a merecer a confiança da FAB para continuar a orientar esse projecto.

O seleccionador nacional garantiu que tem estado a observar jovens jogadores no nosso Unitel Basket que possam integrar a seleção. “Existe bastante talento na competição interna, por isso estamos atentos e temos realizado um profundo trabalho de monitoramento em parceria com os clubes e os seus treinadores, no sentido de encontrarmos bons jogadores, prepará-los, torná-los atletas de alta competição e aptos para jogar na Selecção”, concluiu Pep Clarós.

O Campeonato do Mundo de basquetebol sénior masculino será organizado pela primeira vez por três países, nomeadamente Indonésia, Filipinas e Japão. Angola já marcou presença em oito ocasiões do Mundial, depois da estreia na Espanha em 1986, seguiram-se as edições da Argentina (1990), Canadá (1994), Estados Unidos (2002), Japão (2006), Turquia (2010), Espanha (2014) e China (2019).

A seleção nacional volta a jogar de 1 a 3 de Julho do corrente ano, para garantir uma vaga na próxima fase de qualificação ao campeonato do mundo. De recordar que Angola é o segundo classificado do grupo C, onde também constam as seleções da Costa do Marfim, Guiné e República Centro Africana.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.