FIFA publica relatório sobre a janela de transferências

FIFA publica relatório sobre a janela de transferências

- EmFutebol
0
@Dennis Moura

A FIFA publicou no seu site oficial um relatório sobre a janela de transferências de verão deste ano (de Junho a Outubro de 2020), uma análise detalhista de como decorreram as transferências de todos os jogadores, numa janela de transferência que fica marcada pela duração de quatro meses, devido ao impacto da pandemia da COVID-19 no mundo e que se viu encerrar na última segunda-feira, 05 de Outubro.

É a primeira vez na história que a FIFA elabora e publica uma análise geral e global de transferências envolvendo o futebol masculino e feminino, imediatamente após o encerramento da janela de transferências.

Depois de ter atingido um máximo histórico de 9.087 transferências no verão de 2019, o número de transferências internacionais de jogadores profissionais diminuiu significativamente na janela correspondente este ano, totalizando 7.424 transferências neste verão, das quais apenas 1.222 transferências incluem valores monetários (ver gráfico abaixo).

Fonte: FIFA.com

Das 7.424 transferências realizadas, 53,2% foram de jogadores sem contrato, 19,2% são referentes a empréstimos de jogadores, 14,7% foram transferências permanentes e os restantes 13% referem-se a jogadores que regressaram de empréstimo para os clubes que detêm o seu passe após um período de empréstimo noutro clube.

Em termos monetários também houve uma redução significativa comparativamente ao período homólogo de 2019, foram gastos um total de 3.92 mil milhões de dólares, menos 48% em relação à janela de verão de 2019. A Europa continua a ser o maior foco dos jogadores de futebol, a esmagadora maioria das transferências foram de jogadores que se mudaram para um clube europeu. Das 7.424 transferências internacionais, 6.097 jogadores (82%) foram para um clube europeu e apenas 190 transferências foram para clubes africanos. Por outro lado, os clubes africanos aparecem em 3º na lista dos que mais venderam, com um total de 408 transferências

Destaque para a Inglaterra que aparece como o país com o maior registro de transferências efetuadas pelos clubes, liderando a lista de entrada e a de saída de jogadores a nível mundial, os clubes ingleses gastaram um total de aproximadamente mil milhões, duzentos e cinquenta e dois milhões de dólares.

Relativamente ao futebol feminino, o número de transferências e os valores envolvidos têm vindo a crescer ano após ano, apesar do número real de transferências permanecer relativamente baixo. No verão de 2020, foram realizadas 522 transferências totalizando 822 mil dólares, mais 137 transferências comparativamente ao verão de 2019.

Kai Havertz, jogador alemão de 21 anos de idade saiu do Bayer Leverkusen para o Chelsea FC por €80M, sendo a transferência mais cara da janela de verão de 2020. Destaque também para a transferência do ex-Benfica Rúben Dias, jogador português de 23 anos, que se transferiu para o Manchester City por uma verba a rondar os €68M, tendo sido a transferência mais cara envolvendo uma equipa portuguesa nesta janela de transferência.

Fonte: Transfermarkt

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.