Tyson Fury, o novo rei dos pesos pesados.

Tyson Fury, o novo rei dos pesos pesados.

- EmBoxe
0

Se é fã de boxe, decerto que estava a espera da segunda luta entre Tyson Fury e Deontay Wilder. Depois de um empate (questionável) na primeira luta, com Fury não estando a 100% em forma, o tira teimas mostraria quem realmente é o rei dos pesos pesados.

Tyson Fury é especial, mas, muitos não imaginaram que o pugilista Britânico fosse dominar brutalmente Deontay Wilder com uma balanço perfeito entre a técnica e a força. Fury, de 31 anos, alertou que não estava para brincadeiras e durante a luta todos conseguiram perceber.

O ‘rei cigano’ reduziu Wilder a uma figura desamparada, espancada, que não parava de sangrar na orelha, intimidada… até que os seus treinadores decidiram atirar a toalha no sétimo round.

Mas, como foi o combate?

Desde o 1º Round, Tyson Fury impôs a sua vontade,  não dando espaço à Wilder e a sua direita devastadora. Mesmo quando Wilder conseguia desferir algum golpe com direita, Fury mostrava que não se sentia tão afectado.

No 2º Round, Wilder tentou ser o agressor, naquele que terá sido o melhor round do pugilista Norte Americano.

O 3º Round foi decisivo, quando a direita de Fury conectava, Wilder ficava indefeso. Fury, demoliu o seu adversário, mandando-o ao tapete. O mesmo aconteceu no 5º Round, com Wilder totalmente desorientado e a sangrar. Estava evidente que ou o campeão caia, ou a sua equipe parava aquela luta. No 7º Round, Wilder encostado às cordas, Fury atacando para finalizar, a equipe de Wilder não esperou mais, atirou a toalha e parou a luta.

E assim era coroado um novo campeão dos pesos pesados da WBC.

Fury falou sobre a luta e deu os seus cumprimentos e respeito à Wilder, que não desistiu mesmo após os fortes golpes de direita. Para não variar, Fury cantou para a plateia, escolheu a música “American Pie” e durante dois minutos cantou com a plateia. O rei dos ciganos estendeu o seu reino.

Será que teremos um Wilder Vs Fury 3 ?

Depois da brilhante execução ofensiva e defensiva de Fury, há dúvidas sobre a 3ª luta.  Há uma cláusula que permite a 3ª luta, mas será que Wilder quererá manchar mais a sua imagem?

E quando à Anthony Joshua?

Fury consegue mostrar-se como melhor pugilista da sua geração e, com a sua forma e confiança actual, será um quebra-cabeça muito difícil para Anthony Joshua ou qualquer outro peso pesado. A outra questão que ficou no ar é se Anthony Joshua está disposto a arriscar os outros três cinturões mundiais.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.