SFL, na sua 4ª edição, traz de volta o melhor do MMA em Angola

SFL, na sua 4ª edição, traz de volta o melhor do MMA em Angola

- EmDestaque, MMA
0

Depois de mais de um ano e 4 meses de paralisação, por causa da pandemia, a Supremus Fight League (SFL) está de volta.

No dia 17 de Julho houve um evento para mostrar o que há de melhor no MMA feito em Angola. Como alertado inicialmente, o evento foi realizado a portas fechadas, respeitando as medidas de segurança.

Foram marcados seis combates que cativaram os espectadores que assistiram presencialmente na Arena 123 e ao vivo na página do Facebook da SFL.

1º Combate: Edmar Vs Leonardo

Créditos: SFL

Para quem esperava um combate pouco animado entre os estreantes, enganou-se logo de início, foi uma luta electrizante do início ao fim e Edmar venceu Leonardo no segundo round por finalização mata-leão.


2º Combate: Aboubacar Vs Pindi

Desde o momento que o árbitro deu a ordem para avançar, houve um verdadeiro show de troca de golpes. Os dois lutadores só pensavam em atacar e quem tivesse mais resistência, acabaria por vencer. Aboubacar suplantou Pindi por TKO no segundo round, numa luta que terminou no chão, com o árbitro a parar o combate.

Créditos: SFL

3º Combate: Adalberto Vs Sergio

Logo no primeiro round um golpe ilegal deixou Adalberto com um corte na testa e o juiz retirou um ponto à Sérgio, numa altura em que tentava dominar o round. No retorno, Adalberto voltou motivado e dominou o resto do round. A superioridade de Adalberto foi confirmada no segundo round, vencendo por submissão, com um triângulo.

Créditos: SFL

4º Combate: Enoque Vs Ivandro

A luta das estratégias. Enoque aka Mike Tyson, queria a luta em pé e a trocar socos, enquanto Evandro conseguia escapar dos ataques ferozes do seu adversário e usava bem os pés para contra-atacar. Evandro sabia que precisava cansar o adversário e quase conseguiu finalizar no solo, mas Enoque conseguiu aguentar. No terceiro round um gancho de direita levou Evandro ao tapete e Enoque decidiu usar as armas do adversário, sem sucesso. O primeira combate da noite a ser levado até ao último round, ficou tudo entregue as mãos dos juízes que definiram Ivandro “O Gelo” como vencedor.

Créditos: SFL

5º Combate: Francisco Chicão Vs Matias Monteiro

A luta Co-Principal do SFL4, trouxe Matias Monteiro, um faixa azul de jiu-jitsu brasileiro da Fred Gracie, múltiplas vezes campeão nacional em torneios com e sem kimono e com experiência de trocação. Do outro lado estava Francisco “Chicão” Macabe, com bastante experiência em Grego-Romano e  Jiu-Jitsu brasileiro, faixa marrom da academia GFTEAM. Múltiplas vezes campeão nacional de jiu-Jitsu e Grego-Romano.

Como era esperado, Chicão veio pronto pra luta no solo, enquanto Matias queria trocar golpes em pé. No primeiro round, Chicão tentou a submissão de várias formas, mas Matias resistiu. No segundo round, Chicão levou mais uma vez o combate pro solo, mas apostando nos golpes enquando o adversário tentava se proteger. Estratégia certa, uma vez que Matias sentiu os potentes golpes do adversário e desistiu. TKO.

Créditos: SFL

6º Combate: Luan Shaka Vs André “Arma Branca”

O combate principal da noite trazia dos ex-companheiros de equipe, dois lutadores que podem facilmente enquadrar-se entre os melhores atletas da categoria até 70 kg da SFL, Arma Branca e Luan Shaka já dividiram o mesmo espaço de treino e até ajudavam-se mutuamente nas competições, mas chegava a hora de decidir quem merecia o trono de rei da categoria para lutadores até 70kg da SFL.
 
Os adversários fizeram o jogo mental antes da luta e André entrou confiante para esta batalha contra um adversário que vem de 2 vitórias nas edições anteriores da SFL.
 
O primeiro round foi bastante interessante, os lutadores com técnicas bem afinadas e estratégias bem delineadas. Luan sabia do poder do adversário e acertava golpes e saia imediatamente para não sofrer um contra golpe. No final do primeiro round, André conseguiu levar a luta para o chão e tentou uma submissão, mas Luan conseguiu defender-se muito bem.
 
No segundo round Luan mostrou que o seu jogo está noutro nível e começou a cansar o adversário, com vários golpes precisos e uma movimentação irrepreensível. O terceiro round foi o da confirmação, Luan atacou André repetidas vezes e obrigou o árbitro a parar a luta numa altura em que André parecia estar sem fôlego e o KO era quase certo. Vitória muita bem conseguida de Luan, que avança para a terceira vitória na SFL.
 
A próxima edição da SFL está prevista para o final do mês de Agosto.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.