Prazer, meu nome é Stephen Curry

Prazer, meu nome é Stephen Curry

- EmNBA
0
@J.FrSebastião

Poucos jogadores tiveram um impacto maior na história da NBA do que Stephen Curry.

O base dos Golden State Warriors revolucionou o que sabíamos sobre o acto de converter triplos, onde todas as actuais equipas da Liga tendem a seguir essa mesma metodologia.

No dia de ontem, 25 de Junho, fez 10 anos que Stephen Curry, agora com 31 anos de idade, foi seleccionado no NBA Draft 2009 como a 7ª escolha.

Para comemorar esse feito, decidimos fazer uma matéria trazendo os grandes feitos de Curry, três vezes campeão da NBA.

Primeiro, vamos conhecer Stephen Curry através dos números:

3,6 triplos por jogo: Desde a temporada 2009/10, Curry tem médias de conversão de 3,6 triplos por jogo, mais do que qualquer outro jogador da Liga, até mesmo Klay Thompson que só tem médias de 2,9 triplos por jogo, em segundo lugar. Os outros jogadores mais próximo são Damian Lillard (2,7), James Harden (2,6) e Buddy Hield (2,5).

90% de acertividade nos lances livres: Curry é jogador com maior percentagem de acerto nos lances livres, entre todos os outros jogadores desde que ele entrou para a NBA. Ele é o único jogador com uma percentagem superior a 90%.

MVP por unanimidade: Em Maio de 2016 Curry impressiona a NBA ao tornar-se o primeiro jogador a receber todos os votos do prémio MVP. Foram 131 votos em 131 possíveis. Simplesmente extraordinário.

73 vitórias na fase regular: Na temporada 2015/16 os Golden State Warriors ganharam 73 jogos em 82 possíveis. Não é erro dizer que Stephen foi o cabecilha da equipa, para completarem essa fascinante jornada na fase regular. Os Warriors dessa temporada destronaram, o que parecia ser inquebrável, o recorde de vitórias dos Chicago Bulls de Michael Jordan, na temporada 1995/96 com 72 vitórias.

223 jogos com pelo menos 5 triplos:  Nos seus 694 jogos na NBA, Curry converteu 5 triplos ou mais em 223 jogos. Isso é mais 97 triplos do que o segundo colocado nos últimos 10 anos, que é James Harden com 126.

15 jogos com mais de 10 triplos: O único MVP Unânime da NBA tem 15 jogos com pelo menos 10 triplos convertidos. De todos os jogadores, desde que Curry entrou na Liga, destaque para Klay Thompson com 5 e JR Smith com dois jogos.

402 triplos numa temporada regular: Curry é o jogador com o maior número de triplos convertidos, numa fase regular, na história da NBA. Foram 402 triplos na temporada 2015/16. Nos cinco melhores desse recorde, três pertencem a Curry: 354 na temporada passada e 324 em 2016/17. James Harden, que foi a terceira escolha do mesmo Draft, é o único jogador, além de Curry, a ter mais de 300 triplos numa temporada (378 na temporada 2018/19).

43,6% de acertividade nos triplos: apenas dois jogadores foram mais eficientes nos triplos que Curry, desde 2009. Kyle Korver, com 44,2% e Seth Curry, irmão mais novo de Stephen, com 43,9%.

2.483 triplos convertidos na carreira: Curry é o terceiro jogador com mais triplos convertidos na história da NBA. Foram 2.483 triplos em 694 jogos. O astro dos Golden State Warriors está apenas atrás de Reggie Miller (2.560 triplos de 1.389 jogos) e do Hall Of Famer Ray Allen (2.973 de 1.300 jogos). De ressaltar que Curry tem uma percentagem de acerto melhor que os dois.

6 jogos com mais de 50 pontos: Foram seis ocasiões em que Stephen Curry anotou mais de 50 pontos em um único jogo. Apenas Harden, com 18 jogos, supera o MVP Unânime nos últimos 10 anos.

MAISLakers: 3 mudanças para terem sucesso em 2019/20

Infelizmente não podemos falar de todos os seus recordes, visto que assim não sairíamos daqui.

Bob McKillop, treinador dos Davidson Wildcats, estava na sala com Stephen Curry e sua família no Madison Square Garden, no dia 25 de Junho de 2009 quando ele foi escolhido no draft. McKillop não tinha ideia de que Curry se tornaria mais do que o rosto do basquetebol universitário, quanto mais que a sua forma de lançar iria mudar para sempre a NBA.

Eu nunca teria esperado que ele atingisse essa incrível estatura icónica que ele alcançou” disse McKillop à Omnisport. “Ninguém jamais poderia imaginar isso, mesmo o Steph, [seu pai] e Dell, Sonya [sua mãe], ninguém.”

O Mock Draft daquele ano dizia que Curry seria escolhido pelos New York Knicks, como oitava escolha. Dell Curry, seu pai, era um jogador que actuou por 16 temporadas na NBA, sendo uma estrela nos Charlotte Hornets. Para ele, que conhecia a Liga, tinha muitas esperanças nesse Mock Draft. A crença era única na sala: Os Knicks iriam escolher Stephen Curry em pleno Madison Square Garden.

Dell sabia que estava dizendo a verdade” explicou McKillop. “Nós estávamos muito confiantes de que ele seria escolhido entre os 10 primeiros. Achamos que ele ia parar nos Knicks.

Logo no princípio dois bases foram escolhidos, Ricky Rubio e Jonny Flynn.

Ele se sentiu muito bem sobre o facto de os Knicks ainda serem o seu objectivo e ele ia para obter essa oportunidade” continua McKillop.

Mas os Golden State Warriors, o escolheram como sétima escolha, e então o resto da história nós conhecemos.

Os Warriors tiveram sete temporadas extraordinárias, ganharam três títulos em cinco presenças nas Finals. Curry ganhou dois prêmios MVP e foi nomeado All-Star por 6 Vezes.

É incrível como as coisas funcionaram” admitiu McKillop. “O roteiro não poderia ter sido melhor escrito do que ele ir para os Golden State. Deu-lhe a oportunidade de liderar o clube e tornar-se o pioneiro para o seu futuro.

Foi o ex-jogador dos New York Knicks e depois Treinador, Dick McGuire, que pertenceu a equipa de scouting, que primeiro disse a McKillop que Curry tinha talento de sobra para singrar na NBA.

O filho de McKillop tinha jogado baseball com Curry e, quando as Universidades faziam os seus avanços aos jogadores prospectos, o treinador Davidson recrutou Curry.

MAIS3×3 Redbull Reign de volta à Angola

Curry sempre agradeceu a McKillop por ensiná-lo tudo sobre o basquetebol, dando também créditos ao treinador Davidson.

Curry cometeu nove turnovers na sua estréia contra o leste de Michigan, mas mesmo assim McKillop manteve-o no jogo. Na noite seguinte, ele fez 32 pontos diante do Michigan.

Nós estivemos com ele porque nós sempre reconhecíamos que ele iria brilhar. Por isso estivemos sempre atrás dele. ” disse McKillop

Havia muito mais boas jogadas do que ruins, por parte de Curry. Em 2008, ele foi a força motriz por trás das 25 vitórias consecutivas que terminou na fase das 8 melhores universidades.

Curry tinha decidido voltar a jogar mais um ano na Universidade, mas, felizmente para os Warriors, a atracção da NBA era muito forte e muito lógico.

Ele tinha avançado até agora no desenvolvimento de seu jogo” falou McKillop. “Todos nós sentimos que ele deveria ir já, visto que tinha a oportunidade de ser escolhido nas primeiras picks. Então seria uma estupidez ele deixar passar essa oportunidade.

“Ele tinha um relacionamento tão amoroso com seus companheiros de equipa. Eu acho que é por isso que foi uma decisão tão difícil para ele.

Foi, sem dúvida, a melhor decisão para ele

E definitivamente, nós agradecemos Curry por isso.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.