Pró Desporto

Mais de 2 milhões de pessoas acompanharam os testes de Fernando Alonso na Indy!

No mês de Abril, Fernando Alonso anunciou oficialmente (o que até ao momento já tornou-se na maior história do desporto motorizado deste ano) que iria participar de uma das mais prestigiadas e mais antigas provas de desporto motorizado do mundo.

A história tornou-se mais espetacular, quando confirmou-se que Alonso não iria participar este ano da famosa Prova de Formula 1 de Mónaco (uma que ele já venceu por duas vezes), para então participar a corrida de Indy 500, uma das provas da “Tripla Coroa” do desporto motorizado mundial, que consiste no Grande Prêmio de Monaco em Formula 1, o Indy 500, e o Le Mans 24 horas.

Na mesma semana, a sensacional história de Alonso esteve nos Top 5 mundiais nas redes sociais como uma das histórias mais acompanhadas globalmente. Para o espanto de alguns, enquanto uns esperavam que fosse só mais uma história passageira, a realidade é que a mesma transformou-se num fenômeno de Marketing e vendas, não apenas nos EUA, mas como para todos os verdadeiros amantes de desporto motorizado global.

Fernando Alonso visitou os EUA imediatamente após o GP da Russia em Formula 1 (a sua segunda visita em menos de 3 semanas) para fazer a sua “rookie orientation”, uma espécie de condução mandatória para todos os pilotos que participem pela primeira vez no Indy 500.

Para este teste, a pista foi disponibilizada apenas para Alonso treinar durante o dia (seu único treino para climatizar-se antes da corrida), mas o incrível é que permitiram que muito público Americano estivesse presente, disponibilizou-se um painel com uma equipa de experts que esteve a debater antes, durante e após os treinos sobre o desempenho de Alonso, um aparato de TV em todos os ângulos (como se de uma corrida se tratasse) foi montado durante o dia, com transmissão directa nos canais de internet (inclusive no canal oficial da Indy 500), e com as transmissões directas das comunicações entre o piloto e as boxes, tornando o evento já num mega evento do qual muitos estão curiosos sobre como será o seu desempenho no final.

No final do teste, Alonso parecia estar satisfeito e disse que passou a respeitar mais o evento. “Eu sabia que na primeira volta poderia fazer a curva 1 com o pé no fundo, então disse a mim mesmo, vou fazer a curva a fundo porque sei que o carro pode”, confidenciou Alonso. No entanto continuou dizendo “cheguei na curva 1 e eu estava convencido que estava a fundo, mas o pé não estava no fundo – parecia que o pé tinha a sua própria vida, não estava conectado com o meu cérebro no momento.”

 

Claramente Indy 500 precisa que o piloto acima de tudo tenha bravura para controlar os carros com as velocidades que eles seguem, já tendo um piloto batido o record de velocidade de 382 Km/h. Alonso confirmou, dizendo que “consegui fazer a curva 1 ao fundo na segunda volta em diante, mas na primeira volta  foi definitivamente um bom sentimento poder sentir o respeito do local, respeito pelo carro, e respeito pela velocidade”.

Os testes que passaram em directo na internet, fez com que os dados oficiais registados pelo Youtube e Facebook, indicassem uma audiência de 2.149.000 (dois milhões, cento e quarenta e nove mil) pessoas. O evento foi ainda um dos eventos do Top 10 do dia no Youtube. O interesse que gerou este teste de um simples piloto foi maior e mais lucrativo que os testes de pré-época efectuados pelo conjunto de equipas da Formula 1, e por este motivo, tirando 2013 em que a cadeia televisiva Inglesa Sky Sports tentou cobrir os testes de Formula 1 de Barcelona e que acabou com um grande prejuízo, as televisões já não se preocupam em passar os testes de Formula 1. Definitivamente há aí áreas positivas para a Formula 1 tentar entender onde melhorar, com o desempenho da Indy 500.

O QUE SABIAS SOBRE O INDY 500?

O Indianapolis 500 ou simplesmente Indy 500 é uma corrida única realizada geralmente na última semana de Maio. O evento que decorre desde 1911 (cerca de 40 anos antes do início dos campeonatos de F1), é uma autentica festa do desporto motorizado principalmente nos EUA, e consegue colocar em pista anualmente entre 250.000 à 300.000 espectadores com bilhetes pagos.

Com uma receita acima dos $13 milhões de dólares no dia, o evento também é considerado o evento (de uma única prova) mais bem pago do mundo inteiro, onde o vencedor pode vir a receber mais de $2.5 milhões em dinheiro pela vitória.

De certeza que no dia 28 de Maio deste ano, teremos vários amantes dos desportos motorizados, indecisos onde focar e que corrida assistir. Mas é facto que o desporto motorizado irá ganhar no geral, já que muitos amantes de Formula 1 irão seguir com atenção e curiosidade o Indy 500, e caso o desempenho de Alonso seja positivo, muitos amantes de Indy 500 passarão a respeitar mais a Formula 1, o que poderá criar um grande aparato de fãs quando a Formula 1 aparecer este ano em Austin (EUA) para a corrida de 20 de Outubro.

E tu nosso amigo ‘Prodesportista’, como achas que Fernando Alonso poderá sair-se em Indy 500?

 

Deixe Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *