Pró Desporto

Fisiculturismo: Uma nova estrela nasce em New York

Antes do mundo virar os holofotes para o maior palco do fisiculturismo, o “Mr. Olympia”, as luzes focaram-se no palco de Westchester County Center, no último final de semana, onde se presenciou a consagração de um novo atleta no “New York Pro 2017“, evento este que faz parte do calendário do IFBB (Federação Internacional de Bodybuilder).

Como o próprio evento já nos habituou, foram várias as categorias presentes: Open Bodybuilding; 212 Bodybuilding; Classic Physique; Men’s Physique e as divisões Bikini e Figure.

Apesar de nas edições anteriores o evento ter recebido nomes pesados como: Dexter Jackson “aka “The Blade” (campeão do ano passado na categoria mãe), Victor Martinez, Roelly Winklaar, entre outros, este foi o ano em que nenhum dos grandes nomes se fez presente, mas ainda assim participaram nomes muito conhecidos no desporto.

Os treinadores justificaram as ausências dos vários nomes alegando que a esta altura muitos dos principais atletas da categoria principal do Bodybuilding estão a dar maior atenção à preparação para o Mr. Olympia, para poderem chegar na melhor forma física ao maior evento do fisiculturismo, em Setembro.

Se as maiores estrelas do desporto não se fizeram presentes este ano, o que tornou este evento em algo especial?

Pois é, este “Pro Card” acaba por dar oportunidade a novos talentos, nomes que não conseguem emergir na presença da elite do desporto e também acaba por mostrar o futuro do desporto, com vários rookies. E este Ano não fugiu a regra.

Com 13 participantes no card principal, o favoritismo estava com o atleta Jonathan De La Rosa, um nome já conhecido para muitos por se fazer presente em vários concursos e sempre com uma óptima condição física. Mas no meio de todo esse favoritismo, havia uma grande expectativa na noite de ontem: o rookie Sérgio Oliva Jr. Isso mesmo, como o próprio nome faz referência, é filho do fisiculturista cubano Sérgio Oliva aka “O Mito“, que detém 3 títulos no Mr. Olympia, com uma genética fora do comum e é considerado por muitos como um dos maiores fisiculturista de todos os tempos, uma lenda. Vale frisar que vários são os atletas que afirmam que o mesmo só fica atrás do mítico Arnold Schwarzenegger.

E como filho de peixe é peixe, Sérgio Oliva Jr. passou por cima de toda a pressão que carregava por causa do nome do pai e bateu todo o favoritismo que estava entregue a De La Rosa. Brindou-nos com uma simetria incrível, volume e qualidade muscular, fora algumas poses clássicas do seu pai, lembrando muito os primeiros passos do seu progenitor no início da carreira.

Sérgio Oliva Jr. tornou-se campeão no seu primeiro ano e participação em um dos principais eventos da modalidade nos Estados Unidos.

É cedo para dizer ou adivinhar o que esta prematura carreira nos vai mostrar, mas não podemos negar que uma nova estrela acaba de nascer no fisiculturismo, um nome que vamos meter nos registos para acompanhar de certeza.

1 Comentário

  1. Micate suculento

    24 Maio, 2017 at 2:41 pm

    É muito bom ver sites de desporto começar a passar informações do género, já estava na hora de começarmos a ter mais divulgação em Angola.

Deixe Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *