Angola empata na sua estreia no CAN 2019

Angola empata na sua estreia no CAN 2019

- EmCAN
0
Foto: CAF

Angola e Tunísia protagonizaram o segundo empate do Campeonato Africano das Nações de 2019, depois de Youssef Msakni abrir o placard de penalti e Djalma Campos a anular a vantagem das Águias de Cartago e fixar o resultado em 1×1.

A duas equipas abriram a primeira jornada do Grupo D no Estádio Suez e com este empatem, Mauritânia e Mali têm a oportunidade de assumir a liderança do grupo quando se encontrarem daqui há instantes.

A primeira oportunidade de golo pertenceu aos Palancas Negras logo aos quatro minutos, mas Herenilson chutou fraco na entrada da área para as mãos do guarda-redes tunisino Ben Mustapha.

As Águias de Cartago foram mais pacientes e organizados à espera que Angola cometesse erros. E a espera valeu à pena, no primeiro erro cometido pela nossa selecção, os tunisinos encontraram muito espaço no meio-campo e numa jogada rápida de contra-ataque, Paizo comete falta sobre Naïm Sliti dentro da área.

O pênalti foi marcado e o capitão Youssef Msakni cobrou de forma exemplar e deu a vantagem à Tunísia, aos 34 minutos.

Os Palancas Negras foram ao intervalo em desvantagem e Srdjan Vasiljevic foi obrigado a mexer na equipa. Gelson Dala e Geraldo saltaram para o campo para o lugar de Wilson Eduardo e Stélvio.

Após o intervalo, a equipa angolana melhorou no jogo e tentou procurar pelo golo do empate, mas não foi capaz de criar oportunidades que perturbassem a defesa tunisina.

Foto: CAF

Mas os angolanos não baixaram os braços e seus esforços foram recompensados no minuto 73. Fredy fez um passe rasgado no meio-campo para Mateus que correu para a área e numa situação de 1 para 1, tirou o seu defensor da frente e chutou para a baliza. O guarda-redes Ben Mustapha desviou a bola mas deixou ela ao alcance de Djalma Campos que não desistiu do lance e só teve que empurrá-la para o fundo das redes. Estava feito o empate.

Youssef Msakni ainda teve uma oportunidade de ouro antes do fim do jogo mas o remate saiu à figura de Tony Cabaça que defendeu sem problemas, mantendo o resultado inalterado até o final do jogo.

O resultado acabou por ser justo, um reflexo daquilo que as duas equipas produziram em campo.

Angola começou o jogo com Tony Cabaça, Bruno Gaspar, Bastos, Dany Massunguna, Paizo, Herenilson, Stélvio, Djalma, Fredy, Mateus (c) e Wilson Eduardo.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.