Afrobasket Sub-16: Egipto conquista quarto troféu enquanto Angola decepciona

Afrobasket Sub-16: Egipto conquista quarto troféu enquanto Angola decepciona

- EmAfroBasket
0

A selecção sub-16 do Egipto sagrou-se ontem campeã do Afrobasket 2019 ao vencer o Mali na final por 66-57, na cidade de Praia, Cabo Verde.

Os malianos venceram o primeiro quarto por 18-10 mas tiveram dificuldades para impor o seu jogo no segundo quarto, que foi totalmente dominado pelos egípcios, tendo terminado num parcial de 20-9. As duas equipas foram ao intervalo com vantagem para os Faraós por 30-27. O Egipto não tirou o pé do acelerador e dominou também o terceiro quarto, desta vez por 22-13. No último quarto os malianos tentaram um último esforço para virar o jogo mas sem sucesso, venceram o quarto por 17-14 mas não foi o suficiente para anular a desvantagem de 12 pontos com que começaram o 4º quarto. O resultado final ficou fixado em 66-57 para o Egipto.

O base egípcio Maomen Abouzeid foi o homem do jogo com 19 pontos e 5 ressaltos.

A Nigéria ficou com o terceiro lugar, depois de vencer a Guiné por 54-53 num jogo com um final emocionante. A 5ª posição foi ocupada pelo Rwanda, que venceu a Tunísia por 78-53.

Angola terminou o torneio na 7ª posição, depois de ser eliminada pela Guiné nos quartos de finais, por 77-54. Os pupilos de Walter Costa disputaram então o playoff de disputa do 5º lugar, onde voltaram a perder, desta vez diante do Ruanda, por 72-70. No último jogo do torneio, a selecção nacional venceu a anfitriã Cabo Verde por 80-54 e terminou a sua participação na 7ª posição.

Da esquerda para a direita: Abdullah Ahmed (EGI), Youssouf Sangare (MLI), Moamen Abouzeid (EGI), Farouk Isah (NGR) e Ibrahima Diallo (GUI)

Maomen Abouzeid foi também nomeado o MVP do torneio e um dos integrantes do 5 ideal, juntamente com Youssouf Sangare (Mali), Ibrahima Diallo (Guiné), Farouk Isah (Nigéria) e Abdullah Ahmed (Egipto).

Tanto o Egipto como o Mali garantiram uma vaga no Campeonato do Mundo Sub-17 em 2020, que será disputado na cidade de Sofia, na Bulgária.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.