Pró Desporto

Burkina Faso 1–2 Angola

Angola Se eu vos dissesse que apostei neste resultado bem antes de começar o jogo vocês acreditariam? É bem provável que não e teriam razão porque Angola nunca havia vencido a primeira partida no CAN (Todos se lembram daquela derrota com sabor a empate no jogo contra o Mali, o famoso “quatro a quatro”. Ontem a história foi diferente, Lito Vidigal alinhou os melhores, com uma ou duas contestações, mas aquele era o time ideal. Nos primeiros quinze minutos eu pude reconhecer a selecção Angolana, assustada, a atirar a bola para frente, sem conexão… o Burkina Faso devia ter aproveitado, mas, felizmente, isso não aconteceu. Dai a para a frente, tivemos boas iniciativas de Djalma (que não fez um bom jogo , mas lutou muito), vi o nosso “ponta móvel” – o avançado – Flávio a recuar muito para ajudar o meio campo e tentar o passe para o meio estático, mas eficiente, Manucho. O meio campo, comandado por André Macanga, o capitão, meio lento e cansado, conseguiu suportar a rapidez e o bom toque de bola de Traoré e os seus companheiros. Na segunda parte, a atitude da selecção Angolana foi outra, muita determinação e minutos depois o “mal amado” Mateus Galiano fez o golo, me fazendo lembrar das suas actuações no Nacional da Madeira. Tudo parecia se encaminhar para mais um dia de festa para Angola, com o Kuduro à mistura na hora de comemorar o golo. Só os homens do Burkina Faso não queriam entrar para a festa e alguns minutos depois, Traoré empatou de livre, bola muito bem colocada e guarda-redes Carlos ficou pregado ao solo, imóvel, só viu a bola chegar ao fundo das suas redes. Numa perda de bola do Burkina Faso, Manucho Gonçalves aproveitou e, num remate em desiquilíbrio, bateu o guarda redes adversário. Dai foi só sofrer gerir o resultado até ao fim. Próximo passo: Angola Vs Sudão, no dia 26 de Janeiro, Quinta feira, as 17 Horas.

Deixe Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *