Quando regressam as grandes ligas do Futebol Europeu?

Quando regressam as grandes ligas do Futebol Europeu?

- EmDestaque, Futebol
0

Com o futebol paralisado e ainda sem perspectivas concretas de retorno na Europa, algumas ligas começaram a dar a actual época por concluída, sem campeão declarado.

Segundo o que foi decidido na última reunião do Comité Executivo da UEFA, as Federações e/ou Ligas Nacionais poderão ter razões legítimas para encerrar prematuramente as suas competições nacionais, caso exista uma ordem oficial que proíba a realização de eventos desportivos, de modo a que as competições nacionais não possam ser concluídas em tempo útil antes do início da próxima época.

E foi com base nesta medida que a Eredivisie e a Ligue 1 decidiram cancelar a época 2019/20.

O governo holandês decretou que todos os grandes eventos, incluindo o desporto profissional e festivais de música, continuarão suspensos até o dia 1 de Setembro do corrente ano, para evitar o ressurgimento de infecções por coronavírus. O mesmo aconteceu na França, com o Primeiro Ministro francês, Edouard Philippe, a anunciar que nenhum evento desportivo de grande escala deverá ocorrer em solo francês antes do mês de Setembro.

Tanto a primeira como a segunda divisão holandesa foram canceladas, sem qualquer promoção ou despromoção e sem campeões. O Ajax liderava o campeonato com os mesmos pontos que o AZ Alkmaar mas com vantagem no saldo de golos (+8), com nove jogos por se disputar.

Na França o cenário ainda é incerto. Actualmente no topo da tabela da Ligue 1 com 12 pontos de vantagem, o Paris Saint-Germain ainda não sabe se será coroado campeão. A Liga de Futebol Profissional (LFP) ainda não decidiu se vai cancelar a época, sem qualquer promoção ou despromoção e sem campeões ou basear-se na classificação actual para definir os campeões das duas divisões.

Apesar desta situação, o PSG pretende terminar a sua participação na Liga dos Campeões, caso se avance para a conclusão da mesma, o que implica realizar todos os jogos em outro país.

E como fica o apuramento para as competições europeias?

De acordo ao que foi decidido na última reunião do Comité Executivo da UEFA, se uma competição nacional terminar prematuramente por razões legítimas, em conformidade com as condições já referidas, a UEFA exigirá que a Federação do país em causa seleccione os clubes para as competições de clubes da UEFA 2020/21 com base no mérito desportivo das competições nacionais de 2019/20. Por outro lado, a Uefa pode recusar a participação de algum clube caso considere que o critério utilizado para a classificação não tenha sido justo.

Na Holanda, tanto o Ajax como o AZ Alkmaar entrarão para a fase de qualificação para a Liga dos Campeões, enquanto se aguarda pela aprovação da UEFA. O Ajax poderá avançar directamente para a fase de grupos, dependendo do resultado da competição deste ano e de outras ligas nacionais para definir o ranking da UEFA.

O terceiro classificado, Feyenoord, qualificar-se-á para a fase de grupos da Liga Europa, enquanto o quarto colocado PSV e o quinto Willem II disputarão para a fase de qualificação da competição, sob condição da aprovação da UEFA.

Na França, como dito anteriormente, nada ainda foi decidido. A Liga Francesa de Futebol Profissional deverá reunir-se no próximo mês para discutir a classificação final e o acesso às competições europeias.

Neste momento, PSG, Marselha e Rennes estão nas posições de acesso à Liga dos Campeões, enquanto o Lille ocupa o lugar da Liga Europa. Será interessante ver como serão definidos os outros dois lugares de acesso à Liga Europa, uma vez que são atribuídos aos vencedores da Taça de França e da Taça da Liga Francesa e estas duas competições têm as finais por se jogar. O Lyon vai jogar a final da Taça de França enquanto o Saint-Étienne é o finalista da Taça da Liga, ambos têm um adversário em comum: o todo poderoso PSG.

Como estão as principais ligas europeias?

Espanha

O primeiro-ministro Pedro Sanchez anunciou ontem que os atletas profissionais, incluindo futebolistas, poderão realizar treinos individuais sob determinadas condições. Os atletas e funcionários terão de fazer testes de infecção e de imunidade e o apronto terá ainda uma série de restrições. Esta é a primeira de uma série de quatro fases a serem implementadas, sendo que na segunda fase iniciam os treinos dos plantéis, em grupos reduzidos de 6 jogadores e com um máximo de dez pessoas por campo, não havendo contacto entre grupos nas instalações nem no balneário.

Na terceira etapa, as equipas começariam a trabalhar com o grupo inteiro, mas ainda com algumas restrições. A competição viria poucos dias depois – 5 de junho é a data prevista para o início da La Liga à porta fechada.

Com a declaração de Sánchez, o Governo espanhol deixou claro que acredita que a época da La Liga ainda pode ser terminada, apesar dos recentes cancelamentos da Ligue 1 e da Eredivisie.

Inglaterra

Os 20 clubes da Premier League irão reunir-se nesta sexta-feira para discutir formas de regressar ao activo, depois de o Governo ter declarado o seu desejo de ver o futebol de volta “o mais rapidamente possível”.

Arsenal, Brighton, Tottenham e West Ham abriram esta semana os seus campos de treino a jogadores para trabalhos individuais, com diversas medidas de precaução implementadas.

O plano da Liga consiste em voltar à competição no dia 8 de Junho e terminar no final de Julho, para se enquadrar no prazo definido pela UEFA. Isto requer que se retome aos treinos completos no dia 18 de Maio.

No entanto, o regresso à competição depende ainda do cumprimento de uma série de testes por parte do governo, especialmente o aumento dos testes do Covid-19, e do cumprimento das orientações em matéria de distanciamento social.

Alemanha

A Bundesliga está pronta para regressar ao relvado já no dia 9 de Maio, enquanto aguarda a luz verde do Governo alemão.

De acordo com a proposta da Liga Alemã de Futebol, será permitida a presença nos estádios de, no máximo, 300 pessoas – jogadores, treinadores, médicos, árbitros, apanha-bolas, pessoal da relva, técnicos, oficiais de segurança e pessoal de produção para televisão e VAR. Os funcionários da Liga estimam que são necessárias até 300 pessoas por jogo. A proposta da Bundesliga exige que os jogadores sejam testados regularmente para detecção do coronavírus. Serão precisos cerca de 20.000 testes até se concluir a época.

O governo alemão pode pôr fim a quaisquer planos da Federação alemã, mas estão conscientes das dificuldades económicas do futebol profissional e espera-se que satisfaçam o desejo dos clubes.

Itália

O primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte afirmou em televisão, que os jogadores poderão “treinar individualmente a partir de 4 de Maio, em grupo a partir de 18 de Maio, e depois avaliaremos se existem as condições para permitir que a época seja concluída”. Com o início da fase dois do estado de emergência já na próxima segunda-feira, as restrições irão diminuir mas o distanciamento social deve ser mantido.

A Federação Italiana de Futebol (FIGC) espera começar a testar os jogadores contra o coronavírus no início de Maio, a fim de permitir um regresso seguro aos treinos, tendo já elaborado um protocolo médico.

Apesar da vontade das federações em voltar, a decisão final é do governo de cada país. Uma certeza é de que se as ligas retomarem todos os jogos serão realizados a portas fechadas, ou seja, sem adeptos.

A UEFA determinou o dia 25 de Maio como a data limite para as Federações informarem se pretendem retomar ou não as respectivas ligas. Em caso de não retoma, devem então informar os clubes que irão para as competições europeias, de acordo aos critérios acima descritos.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.