Saiba quais serão as principais ausências do CAN 2021

Saiba quais serão as principais ausências do CAN 2021

- EmCAN, Futebol
0

 

Faltam dois dias para o arranque do Campeonato Africano das Nações e todas as selecções participantes já divulgaram a lista dos 28 jogadores que irão participar no torneio.

É desejo de todo o jogador de futebol representar o seu país e participar de torneios como esse, por outro lado, as selecções querem sempre ter os seus melhores jogadores disponíveis para melhorar as suas probabilidades de vencer o torneio. Infelizmente, quer seja devido a lesão ou por opção técnica do seleccionador, nem sempre é possível tê-los a todos. Alguns grandes nomes sonantes estarão ausentes deste CAN 2021.

Vejamos alguns deles:

Victor Osimhen: Foi um dos melhores marcadores da fase de qualificação ao CAN com 5 golos, a par do zambiano Patson Daka e era uma das principais armas da Nigéria para este torneio. O avançado do Nápoles teve uma fratura facial em Novembro de 2021, que o manteve parado até agora, não obstante isto, a Federação Nigeriana o incluiu na lista de pré-convocados. No dia 30 de Dezembro, Osimhen testou positivo ao Covid-19 na Nigéria, quando se preparava para viajar para Nápoles para ser reavaliado pelo médico do clube. Apesar de estar assintomático, o jogador permanece em isolamento e ficará de fora da competição, aproveitando para recuperar da sua lesão na totalidade.

Hakim Ziyech: O médio do Chelsea participou pela última vez em um jogo da selecção do Marrocos num amigável contra o Burkina Faso em Julho de 2021 e não foi convocado para nenhum dos seis jogos da fase de qualificação ao Campeonato do Mundo de 2022 realizados este ano. O seleccionador nacional de Marrocos, Vahid Halilhodozic, acusou-o de fingir uma lesão para evitar jogar num amigável contra o Gana, o que originou uma grande discussão entre os dois.

Odion Ighalo: Apesar de constar na lista final de convocados da Nigéria, o goleador de 32 anos que actua no Al Shabab da Arábia Saudita não estará presente no Campeonato Africano das Nações de 2021. O clube saudita opôs-se ao envolvimento do seu avançado dizendo que a Federação Nigeriana não enviou a convocatória dentro do período especificado pela FIFA, no caso, 15 dias antes do início do torneio. Nenhum substituto poderá ser chamado, de acordo ao regulamento da competição, “um jogador que consta na lista final não pode ser substituído, a menos que tenha contraído uma lesão grave o mais tardar 24 horas antes do início da primeira partida da sua equipa”.

Emmanuel Dennis: O avançado do Watford não fazia parte da lista provisória inicial de 37 jogadores da Nigéria apresentada pelo antigo seleccionador Gernot Rohr, mas com a chegada de José Peseiro, Dennis foi acrescentado à lista no dia 30 de Dezembro. Esta adição tardia fez com que o Watford rejeitasse a convocatória, uma vez que ela não foi feita dentro do período especificado pela FIFA, no caso, 15 dias antes do início do torneio. Neste tipo de casos, o clube tem o poder de aceitar ou não a dispensa do jogador e Cláudio Ranieri decidiu manter o seu melhor marcador para enfrentar os seus concorrentes directos (Newcastle, Burnley e Norwich) na luta pela despromoção da Premier League.

Krepin Diatta: Após fazer a sua estreia no CAN 2019, a ascensão de Krepin Diatta tem sido meteórica. Mudou-se para o AS Mónaco logo a seguir, foi uma peça fundamental do Senegal na fase de qualificação ao CAN 2021 e esperava-se outra boa exibição após ajudar o Senegal a chegar à final em 2019. No entanto, esta época tem sido assolado pelas lesões e este sonho terá de ser adiado por causa de uma ruptura nos ligamentos cruzados, sem data para regressar.

Gervinho: A lenda marfinense irá falhar aquele que seria o seu último torneio internacional. O extremo de 34 anos está na sua primeira temporada com o Trabznspor, equipa que lidera a primeira divisão turca, mas em Outubro sofreu uma ruptura do ligamento cruzado e não estará disponível a tempo da competição. Com a Costa do Marfim fora do Campeonato do Mundo de 2022, Gervinho poderá nunca mais participar de uma grande competição pela sua selecção.

O Campeonato Africano das Nações arranca já neste domingo, dia 9 de Janeiro, às 17h00, com o jogo entre os Camarões e o Burkina Faso, no estádio Olembe, em Yaoundé.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.