NBA Playoffs 2020: quem levará o título? [Parte 1] – Conferência Este

NBA Playoffs 2020: quem levará o título? [Parte 1] – Conferência Este

- EmNBA
0

Após uma época regular com uma paralisação, o reinicio num formato pouco usual, muita emoção até ao último dia… a NBA continua para a sua fase final. Os encontros para os playoffs da NBA de 2020 estão finalmente definidos.


Eliminatórias da Conferência Este


1. Milwaukee Bucks | Record: 56-17 (.767) | Desde o reinicio:  3 vitórias e 5 derrotas

A equipe com o melhor record da NBA, os Bucks foram, na melhor das hipóteses, medíocres dentro da “bolha” neste reinicio de época. Giannis Antetokounmpo continua a ser o jogador mais importante para a equipe. Durante os Playoffs, a equipe técnica terá de manter o MVP com a cabeça fria, para evitar situações como a que originou a sua suspensão por um jogo, após “agredir” Moritz Wagner, dos Wizards.

O jogo interior continua a ser um ponto forte para os Bucks, com Antetokounmpo , Brook e Robin Lopez no meio. Por outro lado, o jogo exterior tem sido uma arma para parar os Bucks, Khris Middleton e Eric Bledsoe terão de trabalhar bastante para proteger o perímetro.
Antes da suspensão da temporada, o Bucks eram líderes em relação a eficiência defensiva, com 101,6. Após o reinício da época, Bucks estão em oitavo lugar, com 110,2.


8. Orlando Magic | Record: 33-40 (0,452) | Desde o reinicio:  3 vitórias e 5 derrotas

Os Magic têm estado em maus lençóis desde o reinício da temporada. O motivo principal: a lesão de Jonathan Isaac. O jogador é uma das peças chave da equipe e obrigará a direcção a fazer análises sobre o futuro da equipe. 
Nikola Vucevic tem assumido a responsabilidade, ele tem sido o jogador mais estável de uma equipe que viu sua sorte mudar muito após o reinício. Vucevic tem conseguido duplos duplos de 20 pontos e 10 ressaltos em praticamente todas as partidas, algo que precisarão desesperadamente, se quiserem ter a miníma chance contra os Bucks.

Steve Clifford, treinador dos Magic tem um quebra cabeças à sua frente, com uma equipe com pouca eficiência ofensiva e um banco menos potente que o dos Bucks. A esperança da equipe recai para Vucevic e Aaron Gordon, apoiados por Evan Fournier . Há que ter atenção à Markelle Fultz , que melhorou a sua mecânica de lançamento e tem feito exibições equilibradas, embora tenha decepcionado nos últimos jogos após o reinício, com uma sequência de lançamentos exteriores falhados que poderão abalar a sua confiança.

 

2. Toronto Raptors | Record :53-19 (.736) | Desde o reinício:  7 vitórias e 1 derrota

Durante o reinício, apenas os Phoenix Suns tiveram um record melhor do que os Raptors. Marc Gasol apareceu em excelente forma ajudando a equipe de Toronto a formar a melhor defesa da liga durante o reinício. A defesa é o ponto forte dos Toronto, com um plantel cheio de jogadores fisicamente potentes e inteligentes, que trabalham bem em equipe. Mas onde os Raptors podem ter problemas é no ataque. Se o jogo exterior não estiver a funcionar, os Raptors poderão ficar estagnados…

 

7. Brooklyn Nets | Record: 35-37 (.486) | Desde o reinício:  5 vitórias e 3 derrotas

Os Brooklyn Nets estiveram desde o início da época sem Kevin Durant e durante vários jogos sem Kyrie Irving. No reinício da temporada, a equipe foi para Orlando sem Spencer Dinwiddie, Wilson Chandler, Nicolas Claxton, DeAndre Jordan e Taurean Prince. Mas, com um ataque surpreendentemente potente, os Nets conseguiram vencer 5 dos 8 jogos, derrotando os Milwaukee Bucks e LA Clippers nesta caminhada para o sétimo lugar, dando assim a chance de batalhar contra os Raptors.

Os Nets são um enigma nesta fase. Há cinco jogadores que foram contratados apenas para o recomeço da temporada, Jacque Vaughn é o treinador há apenas 10 jogos, o que poderá confundir a equipe dos Raptors. Uma estatística interessante, neste reinício os Nets marcaram pelo menos 115 pontos em seis jogos consecutivos, a mais longa sequência desse tipo na história da equipe. Caris LeVert é o homem a ter em conta ofensivamente, mas será que a experiência de Jamal Crawford ajudará os Nets?

 

Créditos da foto: https://clutchpoints.com

 

3. Boston Celtics | Record: 48-24 (.667) | Desde o reinício: 5 vitórias e 3 derrotas

Boston recomeçou a temporada com uma missão: recuperar Kemba Walker! Está claro que o base titular dos Celtics deverá estar a 100% , caso a equipe pretenda ir longe nesses playoffs. Outro problema para o treinador Brad Stevens, e o jogo interior. Competir contra Joel Embiid, Marc Gasol+Serge Ibaka e Giannis Antetokounmpo+Brook Lopez, não será uma tarefa fácil para Daniel Theis e Enes Kanter. O treinador tem apostado em Robert Williams, veremos se terá a chance de jogar nos Playoffs.

Jayson Tatum e Jaylen Brown têm estado em grande forma. A esperança ofensiva dos Celtics recairá sobre os dois, para suplantarem Joel Embiid.

 

6. Philadelphia 76ers | Record: 43-30 (0,589) | Desde o reinício: 4 vitórias e 4 derrotas

Para não variar, Ben Simmons está fora dos playoffs, após uma cirurgia no joelho, Joel Embiid tem ressentido das lesões e poderá não estar a 100% nos Playoffs. Para os 76erRecord: 4s não há outro caminho, deixar Embiid tomar conta do jogo, será a solução.

Com a saída de Ben Simmons, os 76res precisam que a parceria entre Embiid e Al Horford funcione. Até agora, tem sido difícil. 

Será interessante ver como Al Horford, o ex-Celtic, vai reagir ao jogar na posição 4 e defender as estrelas dos Celtics . Para que os Sixers tenham uma chance, não apenas Embiid precisará dominar o garrafão, mas Horford terá que aproveitar a vantagem de enfrentar as extremos com uma menor estatura.

4. Indiana Pacers | Record: 45-28 (0,616) | Desde o reinício: 6 vitórias e 2 derrotas

Os Pacers entraram muito bem neste reinício. A entrada positiva tem nome e sobrenome: TJ Warren! 

No primeiro jogo deste reinício de temporada, Warren marcou 53 pontos contra os Sixers  e terminou com uma média de 39,7 pontos nos três primeiros jogos com 65,3% de eficácia nos lançamentos de campo.  O base Victor Oladipo está de volta, o que deverá dar uma moral extra à equipe.

Esta série será interessante pela rivalidade entre TJ Warren e Jimmy Butler. Para os Pacers conseguirem ter sucesso, Myles Turner precisa assumir todo seu poderio defensivo. Warren continuar com as suas performances e Oladipo estar 100% a nível físico.

5. Miami Heat | Record: 44-29 (.603) | Desde o reinício: 3 vitórias e 5 derrotas

Os Heat têm estado instáveis nesta reinício da época, muito por causa de lesões. Jimmy Butler se encaixa perfeitamente no papel de líder de equipe e Bam Adebayo está a se tornar um All-Star.  Adebayo e Jae Crowder tiveram jogos interessantes, mas o destaque vai para Tyler Herro, que já mostrou ter muito potencial.

Espera-se que Kendrick Nunn e Duncan Robinson estejam bem ofensivamente, para conseguir libertar Jimmy Butler, que certamente será alvo de uma marcação cerrada dos Pacers.

A pergunta que não quer calar: conseguirá Jimmy Butler esfriar TJ Warren?!


Fique atento para a nossa análise para os jogos da conferência Oeste, na parte 2 deste artigo.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.