Anthony Joshua consegue a sua redenção, após vitória sobre Andy Ruiz Jr.

Anthony Joshua consegue a sua redenção, após vitória sobre Andy Ruiz Jr.

- EmBoxe, Destaque
0

Há seis meses os entusiastas do boxe receberam notícias chocantes: o campeão dos pesos pesados (pela WBA, WBO e IBF) tinha sido derrubado por Andrés Ponce Ruiz Jr, também conhecido por “Andy Ruiz Jr.” ou “Andy The Destroyer”. Antes da luta, parecia impensável um K.O daquela magnitude. Joshua simplesmente não conseguiu continuar, após ataques potentes de Ruiz.

Agora, seis meses após a humilhação, Anthony Joshua teve a chance de recuperar os seus cinturões.

Um detalhe saltou à vista de todos, Joshua estava bem mais leve, menos 5 quilos, para ser exacto. Ruiz estava bem mais pesado, mais 7 quilos! Obviamente com a mobilidade limitada.

Como foi a luta?

Joshua entrou ao som de Femi Kuti “Fight to Win” (Lutar para vencer), uma mensagem directa para Ruiz, que por sua vez escolheu a música de Marc Anthony “Aguanile“, uma música que convoca os Deuses e Santos. Parece que Ruiz sabia que precisaria mesmo de intervenção divina para conseguir uma nova vitória sobre Joshua.

Os 3 primeiros rounds revelaram a estratégia dos dois pugilistas. Em vez de tentar o confronto directo com Ruiz, Joshua contou com a sua melhor forma atlética e a sua vantagens de altura (+15 cm) e de alcance (+20 cm) para manter seu oponente mais distante possível e ainda assim atingi-lo.

A partir do 4º round, Ruiz percebeu que estava em maus lençóis e precisava de usar os seus ataques potentes para desestabilizar Joshua. Teve sucesso em alguns ataques, mas Joshua segurava estrategicamente e respondia bem sempre que Ruiz conseguisse acertar golpes limpos. Mesmo assim, Ruiz chegou a conectar poucos golpes, que abriram o cílio superior esquerdo de Joshua.

Ruiz conseguiu ter alguma vantagem no oitavo assalto, quando encurtou a distância e acertou bons golpes, mas Joshua mostrou reação e também acertou o adversário.

O nono round foi muito movimentado, os treinadores pediram e Ruiz foi para o ataque, mas não contava com a reação de Joshua que acertou três golpes seguidos.

Os últimos três rounds foram de gestão, Joshua controlava o duelo e Ruiz tentou aumentar o ritmo, mas Joshua não deixou o adversário ter a iniciativa na troca de golpes, o que poderia ter sido letal!

No final, até quem não acompanha frequentemente boxe tinha a certeza, era uma vitória clara de Joshua que dominou pelo menos 10 dos 12 assaltos. A contagem dos golpes certeiros também mostrava: Joshua 107 – 60 Ruiz. Quase o dobro de golpes para Joshua que foi bastante inteligente e pontuou com regularidade.

Resultado final

Os três juízes em Diriyah, na Arábia Saudita, deram uma pontuação de 118-110 (dois juízes) e 119-109 a favor do novo campeão Anthony Joshua.

Joshua recupera o controle da divisão de pesos pesados ​​e colocou sua carreira e status como uma estrela mundial do boxe de volta aos trilhos. Joshua (23-1, 21 KOs), revalidou os seus títulos WBA, WBO e IBF por decisão unânime.

Créditos: Telegraph

Para quem queria uma luta de troca de golpes, provavelmente foi decepcionante, mas para quem gosta de estratégia, Joshua e a sua equipe foram exímios!

Quem se seguirá?

Bom, não será Deoantay Wilder nem Tyson Fury, que têm um confronto em Fevereiro de 2020 e o provável contendor obrigatório para Joshua será Oleksandr Usyk, o novato na categoria. Veremos se Joshua enfrentará o Ucraniano.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.