Angola entra a perder no Mundial de Hóquei em Patins

Angola entra a perder no Mundial de Hóquei em Patins

A Selecção Sénior de hóquei em patins entrou a perder no Campeonato do Mundo de Seniores Masculinos, diante da Itália, num jogo muito emotivo até ao final. A Selecção perdeu por 5-4, no primeiro jogo do grupo A, grupo este que também é composto pelas selecções da França e Espanha.

Angola foi a primeira a adiantar-se no marcador, por intermédio de João Pinto, que esteve de regresso aos jogos oficiais depois de uma longa paragem. A Itália empatou o jogo por Illuzzi, jogador que será colega de balneário de João Pinto no Lodi. David Banini meteu a Itália à frente do marcador, 1-2, resultado esse que chegou até ao intervalo.

Já na segunda parte, a estrela angolana João Pinto empatou o jogo através de uma grande penalidade e 4 minutos mais tarde voltou a colocar a selecção angolana na frente do marcador. Há 9 minutos do final do jogo, Federico Ambrósio marca pela selecção italiana e volta a empatar o jogo, 3-3, com as duas equipas a acumularem 9 faltas cada.

Depois foi a vez de Alessandro Verona bisar e elevar o resultado para 5-3. Humberto Mendes descontou no final do jogo, fixando o resultado em 5-4. A selecção nacional ainda teve duas oportunidades para empatar o jogo, mas ambas foram disperdiçadas por João Pinto e Martin Payero.

https://twitter.com/FISR_news/status/1147577327892729856?s=19

A alta temperatura climatérica foi um dos grandes impecilhos para as duas equipas, no pavilhão Isáac Galvez. Os jogadores tiveram que jogar com equipamentos molhados para poderem abrandar o calor intenso que se fazia sentir no recinto.

O grupo onde a selecção nacional está inserida apresenta-se como de elevado grau de dificuldade, pois vai medir forças com selecções com créditos firmados na modalidade. Espanha é a segunda colocada no ranking da patinagem, com 15 Campeonatos do Mundo, 16 Taças das Nações e 17 Campeonatos da Europa.

A Itália, equipa com quem Angola perdeu o primeiro jogo, também traz consigo vários ‘timbres‘ mundiais sendo quatro títulos mundiais, duas Taças das Nações, três europeus, um Jogo Mundial e outro do Mediterrâneo, ocupando o quinto lugar na hierarquia planetária. Com estes dados, podemos esperar uma vida difícil para a selecção nacional neste campeonato.

Aliás, as nossas estrelas angolanas sabem das dificuldades a encontrar, mas consideram que “isto de facto dá um outro ânimo, porque o sucesso neste grupo vem afirmar a potência de Angola. Temos equipas muito fortes e a preparação decorreu bem. Esperamos que a selecção nos dê os resultados que precisamos, e tenho quase certeza de que as coisas vão correr bem, mas a empreitada é dura”, comenta Anacleto Silva “Kirro”, antigo treinador da equipa.

Angola volta a jogar na Terça-Feira (09/07), as 12:00, diante da França.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.