Al Ahly vence a sua 9ª Liga dos Campeões Africanos, batendo o Zamalek, o seu maior rival

Al Ahly vence a sua 9ª Liga dos Campeões Africanos, batendo o Zamalek, o seu maior rival

- EmCAF, Destaque, Futebol
0

A final da Liga dos Campeões Africanos podia ser confundida com uma final de taça no Egipto. Os dois gigantes do futebol egípcio enfrentaram-se numa final histórica, no dia 27 de novembro, no Estádio Internacional do Cairo. Em disputa estava um título africano que o Zamalek procura desde 2002. Do outro lado estava o Al Ahly que ia atrás da sua 9ª taça, que tem fugido desde 2013 .

O desafio de titãs começou com várias baixas para as duas equipes. Do lado do Zamalek três dos habituais titulares ficaram de fora: Abdallah Gomaa, Obama, e Mahmoud Hamdy El-Wensh. Do lado do Al Ahly, Aliou Dieng e Walid Soliman falharam a grande final.

A ausência de Abdallah Gomaa foi sentida logo no início do jogo, uma vez que Jaime Pacheco (treinador do Zamalek) foi obrigado a começar com Islam Gaber na lateral esquerda. Com cinco minutos de jogo, o extremo nigeriano, Ajayi fez um passe longo para Hussein El-Shahat, que aproveitou o erro de Gaber e teve a chance de marcar, mas foi negado pelo guarda redes do Zamalek, Abougabal.

O canto resultante dessa oportunidade trouxe o primeiro golo dos Reds (alcunha do Al Alhy), após o cruzamento perfeito de Ali Maaloul e cabeceamento de Amr El-Sulya, que marcou o seu segundo golo numa final da Liga dos Campeões (o primeiro foi marcado em 2018, na derrota contra o Esperance de Tunis). A defesa do Zamalek com erros de marcação graves foi punida com um golo madrugador.

Apesar do forte início de jogo do Al Ahly, o resto do primeiro tempo foi dominado pelo Zamalek, com Shikabala e Bencharki a causarem dissabores para o guarda redes El-Shennawy e a sua linha defensiva.

Aos 31 minutos, Shikabala marcou um excelente golo, saindo da ala direita para o centro, passando por dois adversários, invadindo a área, passando por mais um adversário e rematando com precisão para o canto superior direito. Um golo espectacular, sem hipóteses para o guarda-redes do Al Ahly. Até ao intervalo, o Zamalek manteve a pressão, mas o Al Ahly aguentou e conseguiu chegar ao final da primeira parte com o placard de 1-1.

No segundo tempo, o Zamalek continuou a pressionar, sem conseguir marcar. Aos 55 minutos, contra a corrente do jogo, o Al Ahly teve uma chance de ouro para voltar a estar na frente, mas Hussein El-Shahat falhou escandalosamente, mandando a bola para o poste direito, após um excelente cruzamento de Maaloul .

10 minutos mais tarde, foi a vez do Zamalek a ter a mesma oportunidade, com a bola a ser parada pelo poste direito da baliza adversária, depois de Ahmed Zizo ter feito um remate potente, com o guarda-redes El-Shennawy totalmente batido.

Após esse susto, o treinador do El Ahly, Pitso Mosimane, não pensou duas vezes e partiu para o ataque. O extremo angolano, Geraldo (Hermenegildo Bartolomeu) foi a primeira escolha do treinador Sul Africano que orienta os Egípcios. No entanto, mesmo após a entrada de Geraldo, as duas equipes foram bastante cautelosas com Marwan Mohsen e Afsha a terem algumas oportunidades que não incomodaram o guarda-redes do Zamalek.

Quando tudo indicava que seria necessário o tempo extra para encontrar o campeão Africano, Mohamed Magdy Afsha, marcou um golo histórico para o Al Ahly, aos 88 minutos, na sua época de estreia. Afsha rematou de primeira, de fora da área, sem hipótese para o guarda-redes Abougabal. Estava assim consumada a vitória dos Reds e a conquista do título da Liga dos Campeões.

Este é o nono troféu da Liga dos Campeões do Al Ahly e o seu primeiro desde 2013, e irá agora participar na Taça do Mundo de Clubes pela sexta vez. O Zamalek tem 5 títulos e aumenta assim a diferença de títulos internacionais em relação ao seu rival caseiro.

Destaque também para o treinador sul africano Pitso Mosimane que conquistou a sua segunda Liga dos Campeões da CAF, depois de já o ter feito em 2016 com o Mamelodi Sundonws.

No final, Mohamed Magdy Afsha , foi eleito o homem do jogo.

Veja os golos da partida:

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.