Terminou a fase de grupos da Taça dos Campeões Africanos da FIBA 2017

Terminou a fase de grupos da Taça dos Campeões Africanos da FIBA 2017

- EmBasquetebol
0

 

A Taça dos Campeões Africanos da FIBA é a principal competição masculina de basquetebol no continente africano, é um evento anual que reúne os campeões e os melhores clubes de África.

Os doze melhores clubes, que representam oito países africanos, estão na cidade tunisina de Rades desde o dia 11 de Dezembro, para disputarem pelo título de campeão da Taça dos Campeões Africanos da FIBA.

Desde 2002 que o domínio tem sido das equipas angolanas, nas últimas 14 edições o Primeiro de Agosto venceu 8, o Petro de Luanda venceu 2 e o Libolo 1 edição, totalizando 11 títulos.

Mas afinal como isso funciona?

 

Qualificação

Dos 12 lugares disponíveis, um é destinado ao anfitrião, no caso, o Etoile Sportive de Rades, nove lugares foram preenchidos com base na fase qualificação por zonas da FIBA África e os restantes dois lugares foram por convites.

As doze equipas são divididas em dois grupos de seis. A primeira fase do torneio é jogado num sistema de todos contra todos, no seu respectivo grupo. As quatro melhores classificadas de cada grupo passam para os quartos-de-finais, onde as equipas do Grupo A cruzam-se com as equipas do Grupo B (A1-B4; A2-B3; A3-B2; A4-B1).

A segunda fase do torneio é jogada num sistema de eliminatórias, os vencedores dos jogos dos quartos-de-finais avançam para as meias-finais. Os derrotados jogam a classificação do 5º ao 8º lugar. Os jogos de classificação do 3º e 4º lugar e a final serão jogados no último dia da competição, neste caso, no dia 20 de Dezembro.

 

Como estão as equipas angolanas?

Sport Libolo e Benfica e o Interclube foram as equipas qualificadas para esta competição. Os Polícias integram o Grupo A da competição, enquanto que a equipa do Kwanza Sul está no Grupo B.

Terminada a fase de grupos, o Interclube ficou com o terceiro lugar, fruto de 3 vitórias e 2 derrota. É a equipa com a segunda melhor média de ressaltos por jogo (41.4) e a segunda melhor nos roubos de bola por jogo (9.4) juntamente com o Ferroviário da Beira.

A nível individual, Paulo Barros detém a terceira melhor percentagem nos lançamentos de 3 pontos (54.2%) e Miguel Kiala tem a terceira melhor média de ressaltos por jogo (10.3).

 

 

Já o Libolo terminou na segunda posição do Grupo B, também com três vitórias e duas derrotas. É a segunda equipa com a melhor percentagem nos lances livres (79.4%), mais roubos de bola por jogo (11.8) e é também a equipa que mais faltas cometeu, com uma média de 21.6 faltas por jogo.

A nível individual, destaque para Olímpio Cipriano que teve a terceira melhor média nos roubos de bola (2.5).

 

Eliminatórias

Como já foi referido antes, os quartos-de-finais serão jogados no sistema de eliminatória. Os jogos serão na segunda-feira, dia 18 de Dezembro. Ainda não há confirmação no site da FIBA, mas seguindo a ordem normal dos acontecimentos, o Interclube terá pela frente o… Libolo!

Boa sorte às duas equipas.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *