Pró Desporto

Rosberg vence no Japão e aumenta a liderança no campeonato de Fórmula 1

A corrida começou
com Hamilton a ter um mau arranque e perder logo cerca de 6 lugares, deixando
Rosberg isolado na liderança. Vettel teve um bom arranque e recuperou várias
posições.
Com os primeiros
carros a mudarem de pneus, foi claro que os pneus duros seriam os mais
apropriados, tendo a Mercedes imediatamente colocado Hamilton nas pits para
pneus duros, e Hamilton começou com uma recuperação extraordinária em pista.
A luta para o 4º
lugar do campeonato das construtoras continuava entre as Williams (que estavam
bastante lentas, optando por uma estratégia de 1 paragem), e as Force Indias
que pareciam mais agressivas.
As Williams de
Massa e Bottas tiveram uma luta interessante com a Toro Rosso de Carlos Sainz
Jr, tendo as duas passado Sainz na mesma curva antes dos Ss após a recta da
meta. Vettel enquanto isso, perdeu a sua calma com a pressão de Hamilton na
luta do 4º lugar, e frustrou-se no rádio reclamando que tinha sido dificultado
por pilotos que não respeitaram a bandeira azul, enquanto Hamilton
concentrava-se em fazer o seu trabalho.

Ricciardo na
volta 33 (cerca de 20 voltas do fim) teve um problema nas pits no seu pneu frontal direito,
tendo perdido cerca de 3 segundos. Houve lutas estratégicas nas pits, com
Hamilton a optar por pneus duros, tendo ultrapassado Vettel (para a terceira
posição) nas boxes, e a Ferrari a optar por colocar pneus softs (mais
rápidos) à Vettel na luta com Hamilton. Ferrari definitivamente continua com
problemas por resolver no seu departamento estratégico, com Vettel a mencionar
no rádio, 2 voltas mais tarde que Hamilton “está
a fugir… está a fugir nas curvas…
”!
Hamilton mostrou
a sua experiência ao passar os pilotos atrasados com maior calma e frieza tendo reduzido a sua vantagem
em relação à Verstappen em segundo lugar, enquanto Verstappen e Vettel ao invés
de concentrarem-se na sua condução, pareciam mais preocupados a reclamar nos
seus rádios sobre os atrasados.
No entanto
Hamilton ficou preso por trás de Verstappen durante as últimas voltas, o que
mais uma vez demonstrou a superioridade do chassis da Red Bull em relação ao da
Mercedes. Hamilton com um carro com motor Mercedes muito superior ao motor
Renault da Red Bull, mas não conseguiu incomodar Verstappen que terminou em
segundo lugar atrás de Rosberg que dominou e venceu a corrida (possibilitando
que a Mercedes vencesse o Campeonato pelo terceiro ano consecutivo), tendo no
processo adicionado mais 8 pontos em relação à Hamilton na luta ao título,
agora com uma vantagem de 33 pontos.

Pos Piloto Carro Voltas Diferença
1 Nico Rosberg Mercedes 53 1h26m43.333s
2 Max Verstappen Red Bull Renault 53 4.978s
3 Lewis Hamilton Mercedes 53 5.776s
4 Sebastian Vettel Ferrari 53 20.269s
5 Kimi Raikkonen Ferrari 53 28.370s
6 Daniel Ricciardo Red Bull Renault 53 33.941s
7 Sergio Perez Force India Mercedes 53 57.495s
8 Nico Hulkenberg Force India Mercedes 53 59.177s
9 Felipe Massa Williams Mercedes 53 1m37.763s
10 Valtteri Bottas Williams Mercedes 53 1m38.323s
11 Romain Grosjean Haas Ferrari 53 1m39.254s
12 Jolyon Palmer Renault 52 1 Volta
13 Daniil Kvyat Toro Rosso Ferrari 52 1 Volta
14 Kevin Magnussen Renault 52 1 Volta
15 Marcus Ericsson Sauber Ferrari 52 1 Volta
16 Fernando Alonso McLaren Honda 52 1 Volta
17 Carlos Sainz Toro Rosso Ferrari 52 1 Volta
18 Jenson Button McLaren Honda 52 1 Volta
19 Felipe Nasr Sauber Ferrari 52 1 Volta
20 Esteban Gutierrez Haas Ferrari 52 1 Volta
21 Esteban Ocon Manor Mercedes 52 1 Volta
22 Pascal Wehrlein Manor Mercedes 52 1 Volta

Deixe Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *