Pró Desporto

Provincial de Karting em Luanda arranca com os ‘rookies’ a mostrarem qualidade.

 

Realizou-se no Domingo (2 de Abril) na Arena MULTIPARQUES em Viana no Km30, a corrida de Karting e Supermoto denominada Helder Coelho “Vuty”, o mesmo piloto e veterano, bastante conhecido nas lides do desporto nacional, que brindou o público com a sua presença durante todas as mangas realizadas.

Ao contrário do que se esperava, houve de última hora a não participação das Supermotos por motivos que a Prodesporto.com desconhece, mas que iremos procurar averiguar para mais pormenores, nas entidades competentes.

Sergio Guedes, vencedor da classe KZ

Logo muito cedo, notou-se a ausência de pilotos da classe MAX, estando apenas presente 2 pilotos disponíveis (ambos da Escola de Karting 3Kappas) o que inviabilizou a sua participação numa classe única e por este motivo, houve a necessidade de serem colocados na mesma corrida que a classe superior, mas com pontuações diferentes. Um assunto que de certeza deve preocupar as referidas entidades para a sustentabilidade do desporto, mas que poderá já haver um plano em desenvolvimento à nível nacional para voltarmos a ter pistas preenchidas com MAXs para o futuro.

Com uma avaria técnica na cronometragem automática e que forçou a organização a efectuar controlo manual com a ajuda dos comissários de pista mas que de nenhuma forma diminuiu a emoção das disputas em pista, a classe de DD2 e MAX teve uma das corridas mais equilibradas dos últimos tempos, com muitas disputas em pista para o delírio do público que apesar da chuva, esteve presente.

Para a categoria MAX, Nuno Diogo do Team 3Kappas foi o vencedor, com a particularidade de ter disputado várias mangas com outros pilotos da categoria superior, tendo mesmo ficado na 4a posição da geral da última manga, com um andamento sólido, agressivo e oportunista. Kelcio Pacheco também do Team 3Kappas, foi o segundo classificado, fruto de alguns problemas técnicos sofridos.

Helder Coelho “Vuty” na entrega de prémios para a classe DD2

Na categoria rainha DD2, houve logo de imediato um impacto com grandes disputas e com várias disputas e o povo nas bancadas a vibrarem com emoção. Uma das equipas sensação do momento (Comboio dos Duros) deu logo cartas na primeira manga, mas o dia foi mesmo reservado à classe e ar fresco trazido dos 3 ‘rookies’ que se estreiam este ano na classe DD2, promovidos da classe MAX. Rui Alves “Pupú” do MR Racing Team, João Martins “Ti Boião” do Team 100 Limites, e Anthony Santos do Team COPF, mostraram que este ano quando ganharem rítmo, as coisas não serão fáceis para os seus adversários, dando um brilharete de condução serena, sólida e consistente, só não terem sido capazes de bater o experiente Bruno Silva, que usou de toda a sua experiência e classe para enviar uma mensagem de volta aos “Meninos do trio Fantástico” que a coisa não será fácil e a veterania irá usar de toda experiência para impor-se em pista.

Bruno Silva do Team Mulekada

Sendo assim, Bruno Silva do Team Mulekada terminou na primeira posição, seguido de Rui Alves “Pupú” do MR Racing Team, e João Martins “Ti Boião” do Team 100 Limites (Actual Campeão Provincial da classe MAX). Já todos estão ansiosos para a próxima ronda, sendo a classe que mais incertezas dá nesta época sobre quem serão os vencedores, lembrando-nos as incertezas que nos últimos anos temos visto na MotoGP, onde há uma luta renhida entre o concentrar de talentos que opõe a veterania em confronto direto com a juventude.

Na classe KZ, que pecou por não ter o número de carros que inicialmente se previa, mas que de certeza em próximas ocasiões será melhor, simplesmente não houve oposição ao piloto Sérgio Guedes do Team Transguedes, que passou a sua classe confortavelmente tendo ganho as 3 Mangas feitas. O ‘rookie’ nessa classe, Jaime Duarte do Team 3Kappas que continua a evoluir positivamente, teve a segunda posição, e logo a seguir Ricardo Santos “Turra” dos Zatanavava fechou o pódio com uma condução sólida apesar de ter tido um incidente na primeira manga.

O pódio da classe KZ com um dos representantes da bebida energética MegaCarga (uma das patrocinadoras do evento)

Houve ainda a oportunidade do público festejar com a entrada para demonstração das motos YB, que são muito populares na nossa praça, e que vão ganhando reconhecimento e aceitação enquanto as organizações de evento vão sensibilizando os seus condutores ao uso das práticas corretas de segurança. A prova foi vencida por Zikito, com Chilola em segundo, ambos do Team Sobrinhos, e em terceiro lugar Piry.

Cada vez mais empresários Angolanos e não só, vão apostando na modalidade do Karting em Angola, bem como em equipas individuais, mostrando claramente que o crescimento do karting à nível nacional para os próximos 4 anos, poderá ser abismal e com grandes talentos a emergirem no processo. A prova que teve mais um apoio da bebida Energética Megacarga com a presença dos seus representantes durante todo o final de semana, que por sinal também pareciam entusiastas contaminados pela adrenalina vivida, esteve bem organizada sempre com espaços para melhorias no aspecto organizativo, mas viu-se que havia entrega por parte de todos os presentes. Rico Melo, o responsável pela organização do evento (por parte da empresa ‘Rodas&Eventos’ e ‘MULTIEVENTOS ‘ sob supervisão da Associação Provincial dos Desportos Motorizados de Luanda – APDML) e homologação da Federação Angolana dos Desportos Motorizados – FADM, em exclusivo a prodesporto.com frisou que “foi um evento positivo no geral, do qual agradeço já a todos os presentes, pedimos desculpas aos participantes e adeptos pela falha técnica que houve com a inviabilização dos transponders e às verificações técnicas, e continuaremos a trabalhar para que continue a haver uma evolução positiva em termos organizativos e competitivos, de prova em prova“.

Exposições disponíveis para patrocinadores durante os eventos

De lembrar ainda que as corridas de Karts e Supermotos têm sido realizadas na Arena Multiparques, com o grande empenho pessoal do Sr. Leonel da Rocha Pinto, um grande amante do desporto motorizado e impulsionador da juventude, e que tem permitido que muitos jovens concentrem suas energias a praticar ou assistir o desporto motorizado num ambiente mais seguro e controlado.

Helder Coelho “Vuty” o homenageado do dia, visivelmente satisfeito, não só entregou a taça aos vencedores, como também tirou um tempo para dar uma ajuda na mesa de Direção durante a prova, e ainda teve tempo de fazer algumas “selfies” com os vários fãs que faziam questão de guardar algumas memórias para a eternidade com o seu ídolo.

Deixe Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *