Pró Desporto

Hamilton pede a Alonso que não abandone a Formula 1

Durante o final
de semana em que houve o Grande Prémio da Bélgica na pista de Spa-Francorchamps,
o fim-de-semana não foi apenas marcado pela corrida dinâmica que tivemos no Domingo
com a vitória de Nico Rosberg, mas também com a revelação de Fernando Alonso de
que se não houver melhorias na Formula 1 no geral, ele poderá abandonar a sua
carreira de 15 anos, no final da próxima época.
Imagem cortesia de motorsport.com
O piloto bicampeão
do mundo que foi considerado pela maior parte dos críticos mundialmente como o
“piloto do dia” na Bélgica, após uma brilhante corrida que o tirou do último
lugar para o top 5 (num arranque onde conseguiu ganhar 10 lugares) e depois
terminou em sétimo lugar numa pista onde a McLaren claramente não tinha capacidade
de lá estar, disse na Quinta-feira passada durante uma entrevista que “eu acho que se os carros forem novamente divertidos
de se conduzir, provavelmente ficarei por mais tempo e conduzirei mais anos na
Formula 1, mas se os carros continuarem a dar-me o sentimento que venho a ter
nos últimos anos, irei provavelmente parar.
” O piloto da McLaren-Honda tem
sido muito crítico nos últimos anos (com a introdução dos motores V6 e a nova
regulamentação) sobre a condução dos carros que já não exige tanto dos pilotos,
tendo o carro maior vantagem.
No entanto numa
entrevista dada pelo tricampeão do mundo e atual líder do campeonato Lewis
Hamilton ao Jornal Espanhol “AS” publicada ontem Segunda-feira, considerou
Alonso “um dos melhores pilotos de todos
os tempos
”, mas que acredita que ele pode deixar a Formula 1 em breve.
Quando lhe foi
perguntado se Alonso poderia realmente abandonar a Formula 1, Hamilton
respondeu: “É claro que sim. Ele tem 35 anos
e já ganhou dinheiro suficiente. Já venceu corridas suficientes, tem experiência
suficiente, e já não precisa da Formula 1 para ser alguém
”.
No entanto
Hamilton também disse que gostaria que Alonso continuasse depois de 2017 quando
irá expirar seu atual contrato, afirmando que “se ele deixar a F1 no final do próximo ano, e eu já não poder correr
contra ele, seria uma pena, realmente uma pena”
disse Hamilton.
Imagem cortesia da reuters
Imagem cortesia da Action images

Hamilton reforçou
ainda que “não seria bom para este desporto
e estaria a mandar a mensagem errada. A Formula 1 não seria a mesma se Alonso
não continuar.
Eu continuo a achar que ele é um dos
melhores pilotos atualmente, eu sempre disse isso
”, adicionou o piloto da
Mercedes.
Honestamente espero que a McLaren possa
construir um carro para ele, que o irá permitir ganhar novamente, e assim eu
posso voltar a competir contra ele
”, reforçou Hamilton.
Alonso está em 11º
lugar no campeonato, 202 pontos atrás de Hamilton, e com o ritmo de
desenvolvimento da McLaren que apesar de estar claramente a crescer, Alonso não
sobe ao pódio desde 2014. Hamilton e Alonso depois de passarem por uma época controversa em 2007 quando foram colegas de equipa na McLaren, criou um grande respeito mútuo entre ambos, e das várias vezes quando perguntados em entrevista quem era o piloto que mais respeitavam nos últimos anos, a resposta foi sempre a mesma: “Hamilton” no caso de Alonso… e “Alonso” no caso de Hamilton. Existe claramente um grande respeito entre ambos, considerados por muitos os dois melhores pilotos da atualidade.

Deixe Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *