Pró Desporto

Formula 1 em menos de 10 pontos: Vettel vence em Bahrain e lidera por 7 pontos

Cá vamos mais uma vez para a nossa rubrica, “Formula 1 em menos de 10 pontos” com os factos de como aconteceu o GP de Bahrain.

  1. McLaren começou logo com um problema, com o motor do Alonso a precisar de um ajuste, e Vandoorne nem sequer arrancou das boxes, tendo terminado sua corrida antes mesmo de começar.
  2. O arranque de certa forma começou a definir a corrida, com Vettel a arrancar melhor que Hamilton, e permitiu que no final da recta conseguisse ultrapassar Hamilton para a segunda posição. Verstappen saiu da sexta posição para a quarta em poucas curvas, ultrapassando Raikonnen e Ricciardo. Kvyat tentou lutar com o seu colega de equipa, apanhou a parte suja e acabou por ficar na 18a posição.
  3. Volta 8, Raikonnen faz uma ultrapassagem firme à Massa no final da recta da meta. Bottas reclama com a equipa que não está confortável com os pneus, e na volta 11 o seu engenheiro confirma que tiveram um problema com o gerador na pitlane e não calibraram corretamente os seus pneus.
  4. Vettel que pressionava Bottas, mas que tinha nos seus calcanhares Hamilton e Verstappen, entra na volta 11 para pneus supersofts e tentar passar as Mercedes com pneus mais frescos. Verstappen vendo os tempos de Vettel, faz o mesmo na volta seguinte, mas ao sair tem logo um acidente por falha nos travões e abandona a corrida.
  5. Hamilton pressiona Bottas, mas na volta 13 Sainz tenta ultrapassar Stroll e colide, os dois ficam de fora do GP e origina o Safety Car na volta 14. Sainz ganha uma penalização no final da corrida e irá receber uma penalização de 3 lugares na grelha de partida na Russia.
  6. Mercedes decide colocar os dois carros nas boxes ao mesmo tempo, e Hamilton tenta ganhar espaço para não perder tempo nas boxes, no entanto atrasa Ricciardo propositadamente e lhe é dado 5 segundos de penalização, o qual ele pede desculpas a equipa e admite ser sua culpa. Vettel emerge em primeiro, seguido de Bottas, Ricciardo e Hamilton.
  7. volta 22 Hamilton sugere a equipa que o deixem passar para tentar apanhar Vettel e se não conseguir passar deixaria o Bottas recuperar a posição, e na volta 27 Bottas deixa passar Hamilton a pedido da equipa. Enquanto isso várias outras batalhas acontecem no meio da tabela com vários protagonistas.
  8. Os líderes voltam a entrar, Hamilton questiona a equipa porque tem os softs e a equipa justifica que são os melhores pneus. Hamilton aumenta o seu rítmo de forma agressiva e na volta 46 já estava à 2.3s de Bottas. A Mercedes pede a Bottas que deixe passar novamente Hamilton, Hamilton passa e começa uma caça determinada a Vettel com menos de 15 voltas restando para o término.
  9. Apesar de estar muito rápido e a tirar por vezes cerca de 1.4s por volta de Vettel, Hamilton com pneus mais frescos mas sem tempo suficiente, não consegue reduzir o tempo que Vettel controla na liderança, tendo Vettel terminado a corrida na liderança com 6.6s de Hamilton na segunda posição e Bottas fecha o pódio na terceira posição.
  10. Hamilton fecha o dia com a volta mais rápida (ele que lidera com 2), a Williams fica mais uma vez e de forma indiscutível com a pitstop mais rápida (eles que lideram com 3 em 3 corridas), e Vettel foi votado como o piloto do dia (e também lidera com 2 em 3 corridas, seguido de Verstappen com 1).

A quarta ronda do campeonato regressa em Sochi na Russia no dia 30 de Abril às 13 horas de Angola.

Abaixo a pontuação actualizada após o GP de Bahrain:

Deixe Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *